Coordenação da Pesquisa e Inovação

Comissão de Ética no Uso de Animais

A CEUA tem por finalidade cumprir e fazer cumprir, no âmbito da UniEVANGÉLICA e demais mantidas da AEE e nos limites de suas atribuições, o disposto na legislação aplicável à criação e/ou utilização de animais para o ensino e a pesquisa, caracterizando-se a sua atuação como educativa, consultiva, de assessoria e fiscalização nas questões relativas a esse tema.

O uso de animais em pesquisa, ensino e extensão é uma área do conhecimento humano com grande conteúdo ético, pois é inevitável o conflito entre gerar benefícios e segurança para a saúde humana e animal e o compromisso de não causar sofrimento aos animais usados.

Em assim sendo é irrefutável a afirmativa de que animais somente devem ser usados em pesquisa e ensino quando absolutamente necessário, quando não houver métodos alternativos disponíveis universalmente aceitos, sempre usar o menor número possível de animais empregados e, principalmente, evitar a dor e o sofrimento destes animais (Princípio dos 3 R´s). Mas, a aplicação deste axioma não é tão simples já que depende de uma cadeia de responsabilidades individuais que envolve desde técnicos que cuidam dos animais no seu dia a dia até pesquisadores, médicos veterinários responsáveis, professores orientadores de pesquisas e alunos.

É essencial, pois, que sejam reconhecidas a necessidade e as vantagens de um controle eficiente no cuidado e uso de animais em nossas Instituições. A formação de Comissões de Ética tem demonstrado ser o mecanismo mais adequado para cumprir com a responsabilidade de elaborar e de aplicar políticas referentes ao uso e cuidado de animais de experimentação, visando o bem estar dos mesmos e a proteção de seus usuários.

O principal papel de uma Comissão de Ética não é o de revisão de projetos de pesquisa, mas sim o de desenvolver um trabalho educativo e de conscientização continuados, buscando permear e influenciar o comportamento das pessoas que utilizam animais em pesquisa e ensino. Além disso, enfatizar que somente com um ambiente de cuidado e de compaixão para com os animais, de uma mudança na forma de pensar ao conduzir um projeto de pesquisa teremos uma ciência de qualidade, a qual aliará conhecimento científico sólido com o bem estar dos animais utilizados.

Apesar de um aumento não desejado de burocracia, a Comissão de Ética procura não colocar entraves à realização das pesquisas e trata de auxiliar o pesquisador a dirimir suas dúvidas e a aplicar conscientemente os Princípios Éticos da Experimentação Animal e os 3 R´s.

A UniEVANGÉLICA, ciente desta preocupação com o uso de animais em pesquisa e ensino, tem dado apoio irrestrito à Comissão de Ética no Uso de Animais para que estes Princípios Éticos sejam seguidos em nossa Instituição, cujos benefícios serão constatados à medida em que os pesquisadores se preocupem tanto com a validade científica de seus projetos quanto com o bem estar dos animais utilizados.